Parauapebas: o fator Darci Lermen nas eleições 2014

COMPARTILHEM !!!



Por Karol Cavalcante *

Longe do mundo político, desde que deixou a prefeitura, Darci Lermen esteve em Parauapebas no último final de semana, segundo relatos, teria procurado lideranças para confidenciar sua disposição em disputar uma cadeira à Câmara Federal. Tão logo circulou a informação sobre as intenções do ex-prefeito petista em candidatar-se, o meio político da cidade se agitou. Lideranças que estiveram reunidas com o ex-prefeito não confirmam, mas também não negam a informação.

Darci Lermen será candidato a deputado federal?!

A possível candidatura de Lermen à Câmara Federal reforçaria a legenda petista, que já conta com puxadores de votos de peso como a ex-governadora Ana Júlia Carepa. Apesar da candidatura de Lermen ser vista com ressalva por alguns parlamentares que possuem bases de apoio eleitoral na região Sul do Pará. Lermen não deixou à gestão nos braços do povo como desejava, mas vive uma situação de filho pródigo, graças ao desastroso governo de seu sucessor Valmir da Integral (PSD).

Eleito prometendo mudanças, após 13 meses de governo, Valmir tem se revelado um péssimo administrador e nada hábil nas articulações políticas. Com sucessivas mudanças no secretariado e sem conseguir resolver problemas na área da saúde, educação e transporte o atual alcaide vem enfrentando desgaste conforme demonstram as pesquisas, que indicam que sua gestão atingiu 70% de rejeição popular.

Para muitos de seus aliados pousar ao lado do prefeito, nestas eleições, significa deixar de conquistar votos. Até entre os apoiadores de primeira hora a comparação Valmir com Maurino Magalhães (Ex-prefeito da vizinha Marabá, que ficou conhecido pela péssima administração)se tornou inevitável. Ainda é cedo para avaliar se o Boeing de Valmir levanta voo ou se continua estacionado no pátio. O fato é que não se pode subestimar o poder da máquina municipal e Valmir pode ainda sair da UTI.

O ano de 2014 vai ser o primeiro grande teste de Valmir nas urnas. A votação dos candidatos apoiados pelo governo municipal, deverá ser sintomática para sua reeleição. Ao contrário do ex- prefeito Darci Lermen, que em seus dois mandatos optou por apoiar apenas uma chapa com candidatos proporcionais (deputado federal e estadual) Valmir sem unidade politica em sua base governista, ao que tudo indica, vai ter mas de um candidato e corre um sério risco de sair menor do que entrou e com uma quantidade de aliados insatisfeitos em seu encalço.

DARCI LERMEN 2Caso se confirme a candidatura de Lermen ela antecipa a disputa de 2016 em Parauapebas. Os pleitos legislativos na cidade, são vistos inevitavelmente como termômetros para eleições executivas. Foi assim em 2010 quando Milton Zimmer era o candidato apoiado pela máquina governamental e disputou com o então empresário Valmir da Integral. Naquele ano, Zimmer obteve 9.741 votos em Parauapebas, contra 11.679 de Valmir. O resultado da disputa eleitoral evidenciou o desgaste da gestão do PT e acenou a chegada de Valmir ao morro dos ventos, o que se comprovou dois anos depois.

Fenômenos eleitorais como esse, são frequentes em Parauapebas. Em 2002 o próprio Lermen obteve 8.551 votos para Deputado Estadual na cidade. Está votação, foi importantíssima para que Lermen chegasse à prefeitura dois anos depois. Como não lembrar de Faisal Salmen eleito deputado estadual em 1998 e Bel Mesquita que em 2006 em sua candidatura à deputada federal obteve 26.459 votos em Parauapebas sendo eleita, graças a expressiva votação da legenda pemedebista. A eleição pra deputada federal de Bel garantiu sobrevida para ela enfrentar Lermen dois anos depois, mesmo que não tenha obtido sucesso.

A corrida que acontece em 2014, aponta para uma única direção, o morro dos ventos em 2016. A disputa em 2014 promete ser acirrada e especula-se que além de Lermen (PT) estarão na disputa por uma vaga de federal Marcelo Catalão (DEM), Falcão (PDT), Charles (SDD), Barrão (PSDC) e Hamilton Ribeiro (PR).

A disputa para deputado estadual deve contar com vários vereadores da atual legislatura além de nomes já conhecidos pelo eleitor de Parauapebas como do ex-deputado Faisal Salmen (PPS) do atual deputado Milton Zimmer (PT) e do ex-petista e candidato derrotado nas eleições municipais de 2012, José das Dores Couto, hoje filiado ao PMDB. Ao que tudo indica, o resultado eleitoral de 2014 em Parauapebas pode posicionar ou sepultar de vez o sonho de quem deseja ocupar o tão cobiçado cargo de chefe do executivo do maior PIB do Estado do Pará.

Se tratando de Parauapebas, tudo pode acontecer. Até mesmo nada.

Ah! E se Darci será ou não candidato, o melhor a fazer é acompanhar o calendário do PT, que a partir do dia 10 de Março abre inscrição de candidaturas proporcionais.

Até lá, tudo é emoção e também especulação.

* Karol Cavalcante é Socióloga, especialista em Gestão de Municípios pelo NUMA/UFPA e Secretária-Geral Estadual do PT do Pará


COMPARTILHEM !!!


0 Response to "Parauapebas: o fator Darci Lermen nas eleições 2014"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Revista

Revista

Seguidores